Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer vitae adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget ut, dolor. Aenean massa. Cum sociis pretium qui asem. Nulla consequat massa quis.

Popular Post

Sign up for newsletter
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Marias da Luz

Sinopse

Quatro mulheres de tempos diferentes tocadas pelo abandono e pela solidão se encontram no Parque da Luz e buscam um novo começo para suas vidas.

O espetáculo Marias da Luz foi uma realização da Cia Teatral As Graças, mas atualmente a responsável pela venda e produção do mesmo é DaniIela Schitini

Release completo

Marivânia é mãe, uma mulher que procura a filha Maria, desaparecida no Parque da Luz há muitos anos; Mariana é uma mulher jovem dos anos 1910, que chega à Estação da Luz para encontrar o noivo que a abandona grávida; e Maria Pequena, uma mulher que trabalha como prostituta no parque, abandonada na infância pela mãe na antiga rodoviária e Marileide/Biguá, fotógrafa, uma personagem atemporal, enigmática e cômica que registra e interage com as histórias dessas mulheres.

O tradicional ônibus-palco, marca do projeto As Graças Circular Teatro-Do Parque da Luz para o Brasil, ajudará a contar a história, mas nesta montagem, dará lugar à Casa de Chá, ao Ponto do Bonde, ao Coreto e ao Roseiral, pontos que são o palco e que serão percorridos pelo público, acompanhado pelas atrizes, neste trajeto poético em que acontecem as cenas.

A escolha do nome ‘Marias da Luz’ deu-se pelo fato de grande parte das mulheres entrevistadas durante o recolhimento de depoimentos se chamarem Maria ou de terem alguém próximo e que faziam parte de suas histórias com o nome de Maria.

O espetáculo “Marias da Luz” foi contemplado com Prêmio CPT/2013 como “Melhor Espetáculo em Espaço Não Convencional”. Cumpriu temporada em São Paulo, circulou por 12 capitais brasileiras através do Programa Petrobrás Cultural. Através do PROAC, circulou por 10 cidades do estado de São Paulo, também participou dos seguintes festivais: FILO – Londrina; FIAC – Salvador; Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre – FITRUPA e Mostra Contemporânea de Teatro de Maringá.

Ficha técnica

Direção e Cenografia: André Carreira
Elenco: Eliana Bolanho, Juliana Gontijo, Daniela Schitini, Vera Abbud
Dramaturgia: Daniela Schitini e Nereu Afonso da Silva
Assistência de Direção: Nereu Afonso da Silva
Figurino: Claudia Schapira
Direção Musical e Trilha Sonora Original: Daniel Maia
Consultoria de som: Miguel Caldas
Fotos: João Caldas
Programação Visual: Ieltxu Martinez Ortueta(Artefactos Bascos)
Pesquisa: Maria Socorro dos Santos
Preparação corporal/Pilates: Cecilia de Oliveira
Realização: As Graças
Duração 60 minutos
Classificação etária: Livre

Críticas do espetáculo

11 de julho de 2018
Como Saber?!
A bordo de um ônibus-nave, vindos de um lugar desconhecido, viajantes procuram o lugar...

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios